CIPROFLOXACINA

 

 

É uma fluorquinolona que tem CMI baixa  e toxicidade relativamente reduzida mas de custo elevado.

 

Mecanismo de acção :

 

Inibe a DNA girase e topoisomerase IV, sendo por isso bactericida.

 

Farmacocinética  :

 

É bem absorvido por via oral.

Sofre metabolização hepática, sendo a sua eliminação pela urina e pelas fezes.

 

Efeitos adversos :

 

Hipersensibilidade, náuseas, diarreia e pode causar convulsões.

 

Þ O aparecimento de novas estirpes de micobacteria criou novos problemas terapêuticos, recorrendo-se a compostos tradicionalmente não utilizados na tuberculose.

Tem sido associado ao tratamento dos doentes com HIV.