Introdução


 

O alumínio (Al) é um elemento metálico de cor branca-prateada, maleável, dúctil e resistente à corrosão 1,2.

Este elemento é o metal mais comum e o terceiro elemento mais abundante da crosta terrestre, constituindo aproximadamente 8,8% da sua massa, e tem vindo a ganhar importância a seguir ao oxigénio e ao silício3. Na natureza, este elemento não existe na forma livre, devido à sua alta reactividade, mas apenas na forma de combinações estáveis com outros elementos, particularmente óxidos e silicatos4. O alumínio combina-se com o oxigénio, o silício, os metais alcalinos, os metais alcalino-terrosos e o flúor, formando também hidróxidos, sulfatos e fosfatos. Este metal é encontrado no solo, nas rochas, na argila e numa variedade de minerais, como os feldspatos e o granito, entre outros1,2,4.

A principal origem do alumínio é a bauxite, constituída por uma mistura de minerais, que contêm    óxidos de alumínio hidratados, sendo a fonte de 99% do alumínio metálico1. A bauxite é refinada a alumina (óxido de alumínio tri-hidratado), a qual é depois reduzida a alumínio por um processo de electrólise. Para produzir uma tonelada de alumínio são precisas 4 a 6 toneladas de bauxite6.

O alumínio é usado em muitas indústrias para a produção de variados produtos, nomeadamente na indústria metalúrgica, indústria aeronáutica, construção civil, indústria alimentar, indústria farmacêutica, sendo importantíssimo para a economia mundial 1,4.

 

 

 

 

 

 

 

 

Figura 1 - Produção do alumínio5

Bibliografia:

  1. http://www.mii.org/

  2. http://www.intox.org/databank/documents/chemical/alumsalt/ehc194.htm#SectionNumber:1.1

  3. ATSDR-Agency for toxic substances and disease registry; Aluminium. Public Health statement.200http://.atsdr.cdc.gov/

  4. Klaassen, C.D.; Casarett & Doull´s Essentials of Toxicology. McGraw-Hill, 2003.

  5. http://pearl1.lanl.gov/periodic/elements/13.htlm

  6. http://www.world-aluminium.org/production/index.html

 


Faculdade de Farmácia da Universidade do Porto