Propriedades


 

 

Tabela 1 - Resumo das propriedades do alumínio

 

Símbolo

Al

Número atómico

13

Massa atómica

26,98154 g/mol

Estado de oxidação

3

Ponto de fusão

660,45 ºC

Ponto de ebulição

2520 ºC

Densidade

2,7 g.cm-3

Potencial de ionização

5,98 eV

Potencial eléctrico

1,66 V

Electronegatividade

1,5

Volume atómico

9,99 cm-3

Entalpia de fusão

10.71 kJ/mol

Entalpia de vaporização

143.9 kJ/mol

Pressão de vapor

1 mm Hg a 1284 ºC

 Solubilidade

Solúvel em HCl, H2SO4, água quente e soluções alcalinas

 

 
Propriedades Físicas e Químicas:
 

 

O alumínio, de símbolo químico Al, é um elemento químico metálico trivalente, leve, sólido cristalino, de cor branca-prateada e sem odor característico. Este metal é incluído no conjunto dos metais representativos, com número atómico igual a 13 (grupo do boro) e uma massa atómica relativa de 26,98 1.

 

Com poucas excepções, encontra-se nos compostos químicos na forma de Al 3+. São conhecidos nove isótopos do alumínio, com números de massa entre 23 e 30, ocorrendo naturalmente, apenas, os isótopos 27Al e 26Al, sendo o primeiro o mais abundante e o segundo o mais estável2.

 

O alumínio é uma das espécies mais reactivas que se conhece. A temperaturas elevadas, cerca dos 180ºC, reage com a água, produzindo hidróxido de alumínio (Al(OH)3) e hidrogénio (H2), e com outros óxidos metálicos, produzindo o respectivo metal e óxido de alumínio (Al2O3). Ele pode também complexar com espécies ricas em electrões, como o flúor e o cloro. O seu carácter anfotérico permite-lhe reagir com ácidos inorgânicos e bases fortes3.

 

Outra característica importante deste metal é a sua excelente resistência à corrosão. Quando exposto ao oxigénio, à água e a outros oxidantes, forma-se rapidamente à sua superfície uma película contínua, fina, resistente e protectora, de óxido de alumínio (alumina), conferindo-lhe alta resistência à corrosão. Esta película é dissolvida por soluções alcalinas e por alguns ácidos, como o ácido sulfúrico3.

 

Muitas das suas aplicações são baseadas nas suas propriedades, como: a alta condutividade eléctrica e térmica, a baixa densidade, a boa reflectividade, a grande resistência à corrosão, a maleabilidade e a ductilidade3. Além disso, o alumínio é 100% reciclável, permitindo uma enorme economia de energia4. Pode, no entanto, levar à ignição e causar explosões, quando misturado com halogénios, dissulfido de carbono e cloreto de metilo5.

 

Puro, este metal tem uma resistência mecânica limitada, o que criou a necessidade de formação de amálgamas com outros metais, como o cobre, o magnésio, silício, manganês, entre outros. Estas amálgamas são leves e mais resistentes, sendo muito usadas na produção de uma variedade de moldes em muitas indústrias3,6.

 
 
Bibliografia:

 

1.       http://toxnet.nlm.nih.gov/cgi-bin/sis/search/f?./temp/~7LqXBQ:1

2.       http://en.wikipedia.org/wiki/Aluminium

3.       http://www.intox.org/databank/documents/chemical/alumsalt/ehc194.htm#SectionNumber:1.1

4.       http://www.azom.com/details.asp?ArticleID=1446

5.       http://www.atsdr.cdc.gov/toxprofiles/tp22.html

6.        ATSDR-Agency for toxic substances and disease registry; Aluminium. Public Health statement. 2006   http://.atsdr.cdc.gov/

 

 

 


Faculdade de Farmácia da Universidade do Porto